Há um tempo para ser feliz: HOJE – por Frei Jaime Bettega

19 nov

Bom dia Amici!

Começamos essa semana com a apresentação de mais dos nossos colaboradores, o Frei Jaime Bettega, que escreveu um belíssimo texto exclusivamente para o blog. Confiram:

O ser humano é feito de muitas buscas. Parece estar sempre partindo para algo novo, vislumbrando o indecifrável, encurtando distâncias, percorrendo caminhos inusitados. No mais profundo do ser, habita a inquietude que evoca respostas, provoca atitudes e dinamiza esperança. Essa busca infinita por felicidade jamais cessará. É como uma essência fundante que origina os mais diversos pensamentos e desencadeia um jeito único de ser.

Mesmo sem clareza quanto à real definição de felicidade, as buscas continuam. Corre-se o risco de já ser feliz e de não se dar conta do que realmente seja a felicidade. Só há um tempo par ser feliz: hoje. O ontem já se foi. O amanhã ainda não chegou. O que está disponível é o hoje, o agora. Sempre ficará faltando algo, a vida nunca estará completa. Porém, felicidade se faz com a intensidade.  Somente o humano é capaz de dar volume aos sentimentos. Logo, a felicidade depende da intensidade com que se olha os fatos, se internaliza os acontecimentos, se verbaliza as emoções.

Uma atitude inteligente é verificar diariamente qual o volume dos fatos que se sucedem ao longo do dia. O mais simples dos detalhes pode provocar uma alegria sem fim. O que parece insignificante adquire valor, o que havia passado desapercebido, agora provoca comunicação na interioridade. O humano é capaz de interligar e redesenhar a mais opaca das paisagens.

Ser feliz é uma escolha, uma determinação. Recolher e agrupar os detalhes do cotidiano na tentativa de visualizar o todo é ser construtor da própria felicidade. As coisas mais simples estão carregadas de motivos que formulam duetos e sonetos, administrando a ansiedade. Há um tempo para ser feliz: hoje; há um lugar especial para cultivar a felicidade: a interioridade. E para desvendar o mistério que envolve a existência há um caminho: a espiritualidade. Pessoas espiritualizadas estão mais próximas da felicidade.

Para que não o conhece, o Frei Jaime desempenha um lindo trabalho de assistência às pessoas necessitadas, por meio de projetos sociais mantidos pelos Capuchinhos, em Caxias do Sul, contendo várias obras sociais através da Legião Franciscana de Assistência aos Necessitados (Lefan), como por exemplo:

Cursos Profissionalizantes: atualmente são 30 cursos onde estão 800 alunos. Todos os cursos são ministrados por voluntários/as. Os cursos surgem de acordo com a capacitação do voluntário/a que se apresenta e deseja dispor de um tempo para auxiliar quem necessita;

Cestas básicas: juntamente com a Pastoral do Pão, são distribuídas mensalmente aproximadamente 400 cestas básicas. Há uma equipe sempre atenta, em busca de doação de alimentos;

Fraldas Geriátricas: há uma máquina para confeccionar fraldas geriátricas, que são distribuídas às pessoas necessitadas;

Centro de Convivência para Idosos: serão dois centros, onde o idoso carente passará o dia. Atualmente há uma campanha de doação de cimento para dar conta da construção do Centro de Convivência Capuchinhos (CCC), situado no Bairro São Caetano;

Projeto Mão Amiga: auxilia crianças carentes, de zero a seis anos, que não conseguem vaga nas escolinhas gratuitas do Município. A partir de uma quantia mensal, uma pessoa pode se tornar padrinho/madrinha (www.maoamigacaxias.org.br) Atualmente são 1070 crianças colocadas em 72 escolinhas. Os pais devem estar no mercado de trabalho e assumir 50% da mensalidade de uma escolinha particular. Os outros 50% são assumidos pelo Mão Amiga.

Seja um voluntário! Há maior alegria em dar do que em receber!

Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br 

Foto: Harryson Huberrt

Agradecemos pela colaboração do Frei Jaime com este maravilhoso texto sobre a felicidade!

Uma ótima semana!

Bacio

Carol e Ana.

Anúncios

2 Respostas to “Há um tempo para ser feliz: HOJE – por Frei Jaime Bettega”

  1. Frei Jaime Bettega 19 de novembro de 2012 às 8:57 #

    Parabéns pela iniciativa! Quando os espaços não são ‘tomados’ para coisas boas, ficam em aberto para qualquer coisa. Qualquer coisa não faz bem a ninguém. Abraço! Bênçãos! Paz e Bem!

  2. Evaldo Prado 19 de novembro de 2012 às 12:21 #

    Sábias palavras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: